20 agosto 2009

New Addiction

























image from gettyimages®

Fazes-me bem!
Volto a sentir vontade de me aproximar de alguém. De me aproximar de ti.

Fazes-me bem!
Descobri isso há pouco tempo. Redescobri essa sensação quase perdida de desejar e sentir-me desejado.

Fazes-me bem!
Porque, e julgo que o sabes, me estás a libertar. Não me importa se tens todas as qualidades que costumo procurar numa mulher. As que tens bastam-me, estou a gostar de tudo o que vou conhecendo de ti.

Fazes-me bem!
Como um medicamento que cura muitos males. E cujo efeito secundário é deixar-me num estado de constante bem-estar. Basta-me pensar em ti e imediatamente sorrio! É bom passar os dias assim.

Fazes-me bem!
Porque me sinto a inciar um novo ciclo. E não me interessa como vai acabar, apenas que me sabe muito bem estar a vivê-lo.

Fazes-me bem!
Quando te endereço um elogio e o sabes receber na medida exacta, sem excessos, seja de modéstia, seja de presunção. E também quando és tu a referir algo de positívo sobre mim, pois não me parece que o faças de forma gratuita, ou como mera "troca de galhardetes".

Fazes bem!

1 comentário:

Filipa disse...

a fase de encantamento é sempre tão bela, não é?...

há um despertar para partes de nós que julgávamos terem desaparecido ou até não existirem; há uma explosão de novas emoções que fazem bater o coração de uma forma arrebatadora e alucinante!

Creio que esta é uma forma que o criador usa para nos fazer sentir que estamos vivos!

que o encantamento nunca acabe!...